Skip to content

NADA SE PODE COMPARAR CONTIGO

24 de fevereiro de 2013

“O ledo passarinho, que gorjeia

D’alma exprimindo a cândida ternura;

O rio transparente, que murmura,

E por entre pedrinhas serpenteia;

482949_426339344091380_1418883474_n

O Sol, que o céu diáfano passeia,

A Lua, que lhe deve a formosura,

O sorriso da Aurora, alegre e pura,

A rosa, que entre os Zéfiros ondeia;

39455

A serena, amorosa Primavera,

O doce autor das glórias que consigo,

A Deusa das paixões e de Citera;

479758

Quanto digo, meu bem, quanto não digo,

Tudo em tua presença degenera.

Nada se pode comparar contigo”. Manuel Maria Barbosa du Bocage

487027

From → Lunares

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Aquarelas e Sonhos

Um espaço para quem tem fases...momentos...vontades...paixão...sonhos...ASAS!

Era uma vez, laranja

com todas as cores, sabores e sumos.

lima verde

Um site onde a alma de uma mulher aflora e despe-se

%d blogueiros gostam disto: