Skip to content

Nunca houve palavras para gritar a tua ausência…

13 de abril de 2015

Nunca houve palavras para gritar a sua ausência

Apenas o coração
Pulsando a solidão antes de ti
Quando o teu rosto doía no meu rosto
E eu descobri as minhas mãos sem as tuas
E os teus olhos não eram mais que um lugar escondido onde a primavera
refaz o seu vestido de corolas.

20967b5ebd9cb0e34e962e4a20d9014d-d5gftp3

E não havia um nome para a tua ausência.
Mas tu vieste.

____by_lumikuuro-d8jzthl

Do coração da noite?
Dos braços da manhã?
Dos bosques do Outono?

732

Tu vieste.
E acordas todas as horas.
Preenches todos os minutos.
Acendes todas as fogueiras escreves todas as palavras.

13874_909763989034226_406948492353127794_n

Um canto de alegria desprende-se dos meus dedos quando toco o teu corpo e habito em ti e a noite não existe porque as nossas bocas acendem na madrugada uma aurora de beijos.

seduced_by_Sonic_Orgasm

Oh, meu amor, doem-me os braços de te abraçar, trago as mãos acesas,
a boca desfeita e a solidão acorda em mim um grito de silêncio quando
o medo de perder-te é um corcel que pisa os meus cabelos e se perde depois numa estrada deserta por onde caminhas nua.

Joaquim Pessoa

romance_by_nickyannemarie-d8n2al6

From → Lunares

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Aquarelas e Sonhos

Um espaço para quem tem fases...momentos...vontades...paixão...sonhos...ASAS!

Era uma vez, laranja

com todas as cores, sabores e sumos.

lima verde

Um site onde a alma de uma mulher aflora e despe-se

%d blogueiros gostam disto: